Rota Romântica da Alemanha

Uma das viagens dos meus sonhos, a Rota Romântica da Alemanha é um destino que parece que saiu direto de um conto de fadas! A primeira dica é pesquisar muito antes de ir e definir quais as cidades imperdíveis para se visitar. A rota toda tem aproximadamente 350 km e 27 lindas cidades. Ou seja, quem tiver tempo disponível, tem bastante cidades ai para visitar. Nós tínhamos 5 dias para percorrer a rota romântica, o que eu acho o número mínimo de dias ideal, pois se você tiver menos vai deixar de visitar alguma das cidades principais.

E por que é chamada de rota romântica? Porque na estrada que você vai percorrendo, se encanta com as paisagens, cenários bucólicos, cidades graciosas e que remetem a outra época. Dá vontade de parar em todas elas! Por ser um caminho muito agradável de se percorrer, é recomendado se fazer a rota romântica de carro, sendo portanto nossa escolha. Chegamos na Alemanha através do aeroporto de Frankfurt, de onde pegamos o carro que já havíamos alugado pelo site no Brasil através da rentalcars (empresa Hertz). Alugue sempre um carro que tenha GPS (a maioria dos carros já vem), pois funcionam muito bem lá e ajudam bastante. A dica para o GPS e o waze não ficarem te colocando nas rodovias de alta velocidade e te tirarem da rota romântica, é sempre colocar na rota a próxima cidade da sequência, independente se você for parar nela ou não. Se você fizer isso, sempre for colocando a próxima cidade do mapa da rota romântica, vai conseguir fazer seu caminho certinho.

Sobre hotéis, há pessoas que preferem viajar mais livres e ver quanto tempo passam naquela cidade, pra saber onde vão terminar o dia e ai reservam o hotel quando chegar lá. Bom, a gente preferiu não correr esse risco. Rsrs. Como as cidades da rota são pequenas e vimos no site de reservas que tinham muitos hotéis já com reservas esgotadas, ficamos com medo de passar perrengue de não ter hotel quando chegar lá, ou ficar se estressando atrás de vários até achar. Conseguimos fazer tranquilamente nosso roteiro e saiu tudo sem problema.

Sobre estacionamentos e velocidades. Tenha muita cuidado para não levar uma multa! Ao passar pelas cidades a velocidade sempre diminui, para 30, 40, 50. Mas há placas que indicam a velocidade que deve seguir e também sensores para multar. Então é muito importante ficar atento e entender como funcionam as placas na Alemanha antes de viajar. Sobre estacionamento nas cidades da rota, há sempre “parkings” que eles chamam de “P1”, “P2”, “P3”, etc. nas entradas de cada uma. Nas que são cidade muradas, você vai encontrar logo antes desses muros, justamente porque é proibido para os visitantes estacionar dentro das cidades, somente podem os moradores. Então não se encante por achar uma vaga livre ali no meio da cidade, porque tem regras e avisos dizendo que não pode parar. Então para evitar estresse, é sempre bom parar nesses parkings. A dica é colocar no waze para procurar os estacionamentos, que ele localiza fácil. Caso você esteja hospedado em um hotel na cidade, o que indico é deixar o carro no estacionamento do hotel e fazer tudo a pé, pois as cidades da rota normalmente são bem pequenas.

Mais um detalhe, saia pra jantar cedo. Quanto mais tarde vai ficando, mais desaparecem as pessoas da rua e os restaurantes vão fechando. Então se você for às 22h por exemplo, corre sério risco de não encontrar nada aberto, dependendo da cidade. Percebemos que essas cidades menores alemãs tem o costume de fechar os estabelecimentos cedo, lojas, restaurantes… Então se programe pra isso ou vai ficar com fome. Rsrsrs.

Vou aproveitar pra falar pra vocês sobre os hotéis que ficamos, principalmente porque não buscamos nada com preços excessivos, não desperdiçamos dinheiro com isso, sempre buscamos preços dentro da faixa daquela cidade e que sejam hotéis confortáveis.

Definidos esses detalhes, vamos às cidades que consideramos imperdíveis da rota romântica:

Würzburg: 

Chegamos em torno das 14h na cidade e conseguimos visitar todos os pontos turísticos nesse dia. Por isso, no dia seguinte de manhã, já conseguimos sair cedo para a próxima cidade. É uma cidade que achei com um centrinho até grande, tem muitas lojas, cafés, muito agradável! Tem uma história fantástica pois os registros dizem que em 1945 aproximadamente 85% da cidade foi destruída por bombardeios pelos ingleses e hoje em dia você consegue ver a beleza da cidade reconstruída por completo. Sensacional!

O que visitar?

-Residenz de Würzburg: uma das principais atrações da cidade. Um lindo lugar, vale a pena pagar a visita, p

Entrada: 7,50 Euros

Endereço: Residenzplatz 2

Residenz de Würzburg

-Marienkapelle:- Uma belíssima capela vermelha com estilo gótico na Praça do Mercado central de Würzburg

Endereço: Marktplatz

Marienkapelle

-Neumünster: Igreja com fachada barroca em cores vermelhas muito bonita.

Endereço: Domstrasse, 43

Neumünster

-Alte Mainbrücke:  Linda ponte sobre o rio Main e um pontos principais de Würzburg. Esta ponte é famosa por ser a “ponte dos santos”, com 12 grandes estátuas de pedra de personalidades da vida (não exclusivamente Santos), que foram, em parte, intimamente relacionada com a cidade de Würzburg.

Alte Mainbrücke
Alte Mainbrücke

Hotel: Novotel Wuerzburg
Estilo básico, muito parecido com padrão Ibis, para quem precisa realmente dormir uma noite. Para várias, já acho mais complicado porque é apertadinho. Mas confortável, limpo, suficiente. Não tem café da manhã. Indico pelo preço.

Novotel Wurzburg. Foto retirada do Booking.

Rothenburg ob der Tauber

A cidade mais linda e apaixonante de toda a rota, na minha humilde opinião! Se você estiver em dúvida entre outras cidades, não tenha dúvida de ir nessa e não deixe de passar 1 noite lá, vale a pena aproveitar bastante o dia e descansar uma noite em Rothenburg que parece que saiu diretamente do conto de fadas! Ela é toda murada e remete aos tempos medievais, o que deixa toda a atmosfera daquele lugar incrível.

-Marktplatz: é o nome dado a toda praça principal da cidade. Ao redor dela tem vários pontos turísticos citados abaixo.

-Rathaus: prefeitura da cidade. Bonito prédio, pode ter uma vista panorâmica do alto da prefeitura. 

-Ratstrinkstube-o relógio astronômico: A cada hora cheia (das 10h até as 22h) o relógio vira a atração da cidade. As portinhas se abrem e alguns bonequinhos se movimentam. Segunda ela (a lenda do Meistertrunk), o prefeito foi desafiado e teria ingerido 3,5 litros em um só gole, conseguindo assim proteger a cidade da destruição durante a Guerra dos Trinta Anos.

Marktplatz
Marktplatz com Ratstrinkstube à esquerda e Rathaus à direita.

-Käthe Wohlfahrt- Weihnachtsdorf: a loja mais famosa em decoração natalina em toda a Europa. É fantástica, parece que você entrou no mundo mágico do natal. Os enfeites são maravilhosos, dá vontade de levar tudo pra casa. Pena que é tudo tão caro. Rsrsrs. O enfeite para colocar na árvore de natal que achamos mais barato foi em torno de 7 euros. Cuidado para não se confundir porque eles têm 3 lojas, a principal fica na rua junto da Marktplatz, que fica com um carro de natal parado na frente da loja. Essa loja principal é a que você t-e-m que ir, pois lá parece um mundo do natal, é enorme e fantástica, com milhões de coisinhas da época natalina!

Käthe Wohlfahrt
Käthe Wohlfahrt

– Plönlein
Um dos locais mais importantes e icônicos da cidade é esse belíssimo cruzamento que é o cartão postal de Rothenburg. Visite o local tanto de dia quanto a noite, são 2 momentos únicos de serem vistos.

– Passear pelas antigas muralhas medievais da cidade

É fantástico poder caminhar pelos muros que cercam a Rothenburg, você realmente se sente na época medieval e pode visualizar de outro ângulo a beleza das casinhas e ruas da cidade, tão bem conservada. O Spitaltor é a área mais nova da muralha e a mais impressionante de todas.

Dica: Não deixe de comer a Schneeball, doce típico da cidade. Eu, particularmente, ameei! rsrssr.

Muralhas de Rothenburg
Schneeball, famoso doce de Rothenburg

Hotel: Gasthof Goldener Greifen

Pra ficar na história. Nos hospedamos em um hotel que tinha apenaaaas 650 anos. Caramba, nem acreditei que o hotel era mais velho que o Brasil!! Hahahaaa. E quem acredita que ele era super bem conservado e eu achei ótimo? Adorei me hospedar em uma relíquia dessas! Pelo que eu vi todos os hotéis da cidade eram assim, bem antiguinhos.  Café da manhã continental incluso legalzinho! Recomendo demaiss!

Gasthof Goldener Greifen
Gasthof Goldener Greifen
Vista da janela do quarto do Hotel para Marktplatz

Dinkelbühl 

Entramos nessa cidade bem charmosinha apenas para conhecer os 2 pontos turísticos abaixo que já havíamos selecionado e ficavam na rua principal da cidade. Então a visita foi super rápida, passamos cerca de 40min na cidade e já seguimos para o próximo destino que iríamos pernoitar.

-Catedral de São Jorge: Uma das mais bonitas igrejas do estilo gótico tardio do sul da Alemanha.

-Weinmarket.
Nele ficam 3 casas interessantes. A primeira era a antiga cervejaria dos conselheiros da cidade. Foi também edifício de balança e alojamento para pessoas importantes que visitavam a cidade. A outra, amarela com janelas verdes, foi construída por volta de 1600, e hoje é uma hospedaria chamada Zur Glocke. E a terceira, a mais bonita delas, foi construída por volta de 1440. A Deutsches Haus possui uma fachada toda decorada e antigamente, servia como armazém de cereais e mercado.

Dinkelbühl 
Catedral de São Jorge
Weinmarket

Augsburg

Ausburg é uma cidade beeeem maior da rota romântica e tem uma estrutura bem diferente das outras. Ela é uma cidade que divide as opiniões das pessoas, porque alguns somente querem ficar nas cidades bem pequenas e por isso preferem não pernoitar nela. Se você quer conhecer uma cidade maior, vale a pena. Como meu marido é apple maníaco, lá tem loja da apple, então tínhamos que fazer uma parada em Augsburg. Rsrsrs. Tínhamos vários pontos turísticos definidos para visitar, mas quando chegamos lá, mudamos nossa programação e resolvemos andar pela cidade sem compromisso.

Augsburg

Como estávamos perto, resolvemos visitar a Vila Fuggerei. Como vocês podem ler, de acordo com o site BBC:

O complexo de moradias, conhecido como “o projeto habitacional mais antigo do mundo”, fica na cidade alemã de Augsburg, na Baviera. O valor do aluguel não subiu ali desde o século 16, quando era cobrado em florins. O local abriga cerca de 150 pessoas que vivem em casas pitorescas, algumas das quais atravessaram os séculos com suas fachadas quase inalteradasContendo ainda um museu, um apartamento-modelo e um bunker construído durante a Segunda Guerra Mundial, o complexo é um dos principais atrativos de Augsburg: recebe cerca de 180 mil visitantes por ano.”

O mais interessante que achamos foi o bunker, que conta a história de como centenas de pessoas sobreviveram a guerra se protegendo nele. A história da vila é realmente bem legal de conhecer!

Vila Fuggerei

Hotel: Dorint An der Kongresshalle

O hotel é legal, quarto grande, confortável, porém não indico por ser longe dos pontos turísticos e das principais ruas da cidade. Como reservamos muito em cima da hora, não tinha outras opções com preço melhor que fossem mais bem localizadas. Se você reservar com antecedência deve encontrar. Não tinha café da manhã.

Dorint An der Kongresshalle

Füssen

A estrada da rota a caminho de Füssen é maravilhosa pois você vai tendo uma visão linda dos Alpes. O centro histórico de Fussen é muito charmosinho, porém como estivemos lá em um domingo todas as lojas estavam fechadas. 

-Castelo de Neuschwanstein

Assim que chegamos fomos logo na principal atração que fica próxima da cidade de Füssen (cerca de 10min de carro), o famoso Castelo que inspirou a história da Cinderela. Nós fomos em uma época que nem é tão visitada, mas talvez por ser um domingo, cerca de 1 mês antes, já não tinha mais ingressos no site para visitar o castelo e só tínhamos esse dia na cidade e só tínhamos esse dia na cidade =(

Para quem for de carro, ao chegar no castelo, tem vários estacionamentos pagos próximo a subida. Eu indico estacionar no último (acho que é o P3) que fica bem pertinho da parte central. Para chegar no alto do castelo você tem 3 opções: ir a pé, de carruagem ou de ônibus. A subida a pé dura cerca de 30 minutos, tem que ter uma boa disposição e pra quem tem ingresso comprado pra o castelo (que é hora marcada) tem que calcular bem o tempo. A de carruagem sai de frente ao Hotel Müller e custa 6 euros a subida e 3 euros a descida. O ônibus foi a nossa escolha por ser a mais rápida (cerca de 10min) e o valor era 1,80 euros para subir e 1 euro para descer. Ele nos deixou exatamente na frente da ponte a Marienbrück, o local onde se tem as vistas mais bonitas do castelo. Quando chegamos lá, ainda enfrentamos mais uma enorme para poder chegar na ponte e imaginamos que seria difícil ter uma boa foto com tanta gente. Mas a dica que já tinha lido é: as pessoas sempre se acumulam no início da ponte. Fomos andando com calma até a metade da ponte, resultado: apesar de estar lotado nesse dia, tivemos fotos tranquilas e vistas maravilhosas! E sim, o Castelo de Neuschwanstein é realmente de conto de fadas de tão perfeito que é!

Depois disso, descemos de ônibus e fomos até o lago Alpsee que fica no final da rua principal da bilheteria. Muito lindo, vale o registro!

Castelo de Neuschwanstein
Castelo de Neuschwanstein
Lago Alpsee

Hotel:

Maravilhoso, hotel lindo, quarto enorme, confortável, limpo, café da manhã completo e muito bem localizado. Super indico.

Hotel Hirsch
Hotel Hirsch

Terminamos nossa viagem em Munique, pois fomos para a Oktoberfest (tudo de bom!!). A rota romântica passa por várias cidades que são muito pequenas (quase vilarejos) e por isso é indicado em muitas passar apenas 1 dia ou até 1/2 dia e partir para a próxima. Então você tem que ir sabendo que realmente tem que ter disposição de mudar de hotel toda noite para passar pelas várias cidades. Nós fizemos essa viagem em nossa lua de mel e não podia ter havido momento melhor, porque como o próprio nome da rota diz, é um destino muito especial, encantador, e sim, muito romântico. Voltei da Alemanha com a certeza de um até breve 🙂

Laís  

Já curtiu nosso instagram para acompanhar mais dicas? Clica aqui! 😉

Quer ajudar nosso blog? Faz a reserva pelo Booking clicando aqui ou na caixa de pesquisa ao lado! 😉

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *